A alma é um cenário.
Por vezes, ela é como uma manhã brilhante e fresca,
inundada de alegria.
Por vezes ela é como um pôr do sol...
triste e nostálgico.

-Rubem Alves-

Seja bem-vindo. Hoje é
Deixe seu comentário, será muito bem-vindo, os poetas agradecem.

segunda-feira, 9 de julho de 2007

'CAMINHADA'




Vem, companheira dos cansados anos
na longa estrada que trilhamos juntos...
Deixemos para trás sonhos defunto
e dores, e paixões, e desenganos".

Não nos importam mais velhos assuntos!
Sejamos como os mares e os oceanos
que, depois das tormentas e dos danos
jogam na praia os barcos desconjuntos...

Dá-me a tua mão e vem comigo. Vamos
esquecendo os espinhos da maldade
colher as rosas que também plantamos,

e que nos banhe o ser, que a sombra invade,
invés do sol em que ontem nos queimamos
um doce luar de paz e de saudade...


Pedro Vergara Correa

Um comentário:

clarissa disse...

eu clarissa vergara,tenho muito orgulho de ver a poesia de meu vô publicada.muito linda e parabéns ao dono do blog