A alma é um cenário.
Por vezes, ela é como uma manhã brilhante e fresca,
inundada de alegria.
Por vezes ela é como um pôr do sol...
triste e nostálgico.

-Rubem Alves-

Seja bem-vindo. Hoje é
Deixe seu comentário, será muito bem-vindo, os poetas agradecem.

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Soledade



Nunca mais nos veremos. Nesta vida
nossos caminhos não se encontram mais,
seja longa e jornada, ou resumida,
carregada de risos ou de ais.


Não sei de ti, de teu viver, tua lida,
se te alcançaram beijos ou punhais;
e não sabes se vou, sombra perdida,
pisando sobre estrelas ou roçais.


A dor é inútil, a esperança é vã:
não temos o claror de um “amanhã”
rasgando a escuridão do desconforto.


Nunca mais nos veremos. A Saudade
-traço de união em nossa Soledade –
estende as asas sobre o Sonho morto.


Graciette Salmon
In: A Vida Por Dentro

Um comentário: