A alma é um cenário.
Por vezes, ela é como uma manhã brilhante e fresca,
inundada de alegria.
Por vezes ela é como um pôr do sol...
triste e nostálgico.

-Rubem Alves-

Seja bem-vindo. Hoje é
Deixe seu comentário, será muito bem-vindo, os poetas agradecem.

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

"Mater Dolorosa"



Quando se fez ao largo a nave escura,
na praia essa mulher ficou chorando,
no doloroso aspecto figurando
a lacrimosa estátua da amargura.

Dos céus a curva era tranqüila e pura:
das gementes alcíones o bando
via-se ao longe, em círculos, voando
dos mares sobre a cérula planura.

Nas ondas se atufara o sol radioso,
e a lua sucedera, astro mavioso,
de alvor banhando os alcantis das fragas...

E aquela pobre mãe, não dando conta
que o sol morrera, e que o luar desponta,
a vista embebe na amplidão das vagas...

Gonçalves Crespo

Um comentário:

Índira disse...

esse poema é legal por favor me ajude com a edição do meu blog

o link do meu blog é http://mundotvonline-com.blogspot.com/

e tem http://animes-manga-download.blogspot.com/

e o http://topanimesdownloads.blogspot.com/

abraos porfavor pliss