A alma é um cenário.
Por vezes, ela é como uma manhã brilhante e fresca,
inundada de alegria.
Por vezes ela é como um pôr do sol...
triste e nostálgico.

-Rubem Alves-

Seja bem-vindo. Hoje é
Deixe seu comentário, será muito bem-vindo, os poetas agradecem.

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

ALGUMA COISA



Alguma coisa fica
do caminhar contínuo
e deste sono.

Alguma folha fica
da primavera
no outono.

Algum fruto, algum gesto, alguma voz.
Alguma coisa frutifica.
E fica em nós.

Renata Pallottini
(SP- 1931)

Um comentário:

PÔESIA DO MUNDO disse...

Maria Madalena:

Amiga!

Venho lhe ofrecer o selinho do primeiro aniversàrio do Blog *Pôesia do Mundo*

Agradeço lhe todos belos momèntos de leitura que me prociona:
Os mèus melhores comprimèntos

Antònìo Manuel