A alma é um cenário.
Por vezes, ela é como uma manhã brilhante e fresca,
inundada de alegria.
Por vezes ela é como um pôr do sol...
triste e nostálgico.

-Rubem Alves-

Seja bem-vindo. Hoje é
Deixe seu comentário, será muito bem-vindo, os poetas agradecem.

terça-feira, 18 de agosto de 2009

'LIII'



PINK, small, and punctual.
Aromatic, low,
Covert in April,
Candid in May,

Dear to the moss,
Known by the knoll,
Next to the robin
In every human soul.

Bold little beauty,
Bedecked with thee,
Nature forswears
Antiquity.


Emily Dickinson
Complete Poems. 1924.
Part Two: Nature


A UMA SEMPRE-VIVA

Rósea, minima, e pontual,
rasteira e aromática,
secreta em abril,
em maio desperta

querida aos musgos
conhecida dos montes
próxima dos tordos
presente nas almas dos homens...

Enfeitada de tua majestade,
oh, delicada beleza,
a natureza renega
a antiguidade.

Tradução de Fernando Campanella
(18/08/2009)

2 comentários:

Sight Xperience disse...

For a better world, may the robin´s simple song reach each and every human soul...

Já o disse, repito, este seu espaço é uma fonte de onde brota encanto e eu me delicio!

Graça Pires disse...

Emily Dickinson tem uma sensibilidade muito especial.
Bela a tradução de Fernando Campanella.
Beijos.