A alma é um cenário.
Por vezes, ela é como uma manhã brilhante e fresca,
inundada de alegria.
Por vezes ela é como um pôr do sol...
triste e nostálgico.

-Rubem Alves-

Seja bem-vindo. Hoje é
Deixe seu comentário, será muito bem-vindo, os poetas agradecem.

sábado, 31 de maio de 2008

"Uma canção"



Por detrás dos meus olhos há águas
Tenho de as chorar todas.

Tenho sempre um desejo de me elevar voando,
E de partir com as aves migratórias.

Respirar cores com os ventos
Nos grandes ares.

Oh, como estou triste...
O rosto da lua bem o sabe.

Por isso, à minha volta há muita devoção aveludada
E madrugada a aproximar-se.

Quando as minhas asas se quebraram
Contra o teu coração de pedra,

Caíram os melros, como rosas de luto,
Dos altos arbustos azuis.

Todo o chilreio reprimido
Quer jubilar de novo

E eu tenho um desejo de me elevar voando,
E de partir com as aves migratórias.


Else Lasker-Schüler

2 comentários:

Fernando disse...

[b]Maravilhoso este poema da Else, fiquei feliz por tê-lo postado no blogger, Mada, enriqueceu estas lindas páginas que crias. Bjos.

Flor ♥ disse...

Lindíssimo poema da Else... muito bem ilustrado... olhando os pássaros, lendo os versos, sou capaz de "me elevar voando,
E de partir com as aves migratórias."