A alma é um cenário.
Por vezes, ela é como uma manhã brilhante e fresca,
inundada de alegria.
Por vezes ela é como um pôr do sol...
triste e nostálgico.

-Rubem Alves-

Seja bem-vindo. Hoje é
Deixe seu comentário, será muito bem-vindo, os poetas agradecem.

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

A JANELA DA VIDA


Olho,
à janela,
o tempo
que passa
e não espera
ninguém.

Tempo ingrato
Tempo que marca
a vida,
tempo perdido
no tempo,
tempo alegre,
tempo bom.

O tempo
é como o rio:
transporta
a vida
na barquinha
das recordações...


Delores Pires
In 'A Estrela e a Busca'

Poema retirado do blogger 'Gotas de Poesia e Outras Essências'

5 comentários:

SightXperience disse...

A foto está divina!
O poema é também muito bonito, bem a meu gosto!

Obrigado por me dar a conhecer Delores Pires!

Bj

Fernando Campanella disse...

Muito bonito o poema do Delores, singelo, e muito bonita a foto da postagem também. Linda postagem.

Amália Catarina disse...

Tenho adorado ver os poemas do querido poeta Delores Pires, aqui em "Meus Poemas Favoritos".

Acompanho com interesse as criações do Delores, poeta de minha cidade, por quem tenho o maior carinho.Cujo trabalho gosto muito.

As formatações da Maria Madalena são sempre perfeitas.

Úrsula Avner disse...

Este cantinho reune belos poemas, este é mais um deles, Parabéns á autora e a vc amiga pela escolha da postagem. Bj e obrigada pelo carinho em meu espaço poético.

Sônia Brandão disse...

São muito bonitas as suas postagens.
Parabéns!