A alma é um cenário.
Por vezes, ela é como uma manhã brilhante e fresca,
inundada de alegria.
Por vezes ela é como um pôr do sol...
triste e nostálgico.

-Rubem Alves-

Seja bem-vindo. Hoje é
Deixe seu comentário, será muito bem-vindo, os poetas agradecem.

sábado, 19 de setembro de 2009

Barcos é que somos



A teu lado viajo.
Contigo navego.
Remos são as palavras
que te digo e escrevo.


Ancoras de ternura
com elas compomos
e mastros de espuma.


Barcos é que somos.


Albano Martins
in: 'Complementos de lugar'
Antologia Poética

2 comentários:

Agripina_del_56 disse...

Recién hoy vi tu comentario.
Gracias por tus conceptos. Tu sitio es un deleite en todo sentido.
En realidad a lo que más me dedico en este momento es a sacar fotos.
Saludos desde la tierra de tu madre.
Un beso grande,

Alicia

Fernando Campanella disse...

Boa tarde, querida amiga. Li este poema do Albano Martins agora pela primeira vez e me lembrei de um meu:

Porto é lugar da memória
Atrelemos o desejo às ondas -
somos barcos, frágeis barcos
sobre as horas.
(Fernando Campanella)

Lindos poemas em teu blogger , querida amiga. Bjos.