A alma é um cenário.
Por vezes, ela é como uma manhã brilhante e fresca,
inundada de alegria.
Por vezes ela é como um pôr do sol...
triste e nostálgico.

-Rubem Alves-

Seja bem-vindo. Hoje é
Deixe seu comentário, será muito bem-vindo, os poetas agradecem.

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

SOFRIMENTO



O sofrimento é um mestre que nos vem
apequenar, fogo que nos abrasa
miudamente: isola-nos da vida,
empareda-nos e nos deixa só.

Amesquinham-se amor e sapiência,
confiança e esperança se adelgaçam
e fogem; com paixão ciumenta e rude,
o sofrimento nos faz e desfaz.

O eu - forma terrena - se contorce
e se bate e resiste em meio às chamas,
depois todo se afunda e silencia;
e eis que também o mestre renuncia.

Hermann Hesse
In Andares

4 comentários:

MARIA L. BÓZOLI disse...

Obrigada pelo carinho Madalena.
Adoro voce amigaaaa......Beijossss

Livinha disse...

Estou vindo lá da casa do nosso amigo Rosemildo Furtado e com apenas um clic, abri teu espaço. Lindoooooooooo!! não resistir e vai aqui meu bilhetinho...
Encantada com sua casa, sensível, linda e emana paz... ao fundo uma musica reflexiva bem a gosto, da Enya que amo tanto... um post acima cartão visita, onde passeia um ser pensante, na paisagem nevasca, onde o branco faz a calma...
e poemas tão belos, profundos e ricos.... As imagens no canto onde mostra os pássaros me levou a seguir viagem junto a sabedoria da Coruja, alva, encantada, destinando sabedoria na eloquência que transmite...
é difícil sair daqui, mas eu volto...
Parabéns....

Livinha__

Nelson_Agadé_ disse...

Pela foto penso que: às vezes é bom ficar só para pôr em ordem as idéias.

cumprimentos!!!

Sonia Schmorantz disse...

É um jeito bonito de ver o sofrimento, lindo poema!
Ótimo final de semana para ti
beijos