A alma é um cenário.
Por vezes, ela é como uma manhã brilhante e fresca,
inundada de alegria.
Por vezes ela é como um pôr do sol...
triste e nostálgico.

-Rubem Alves-

Seja bem-vindo. Hoje é
Deixe seu comentário, será muito bem-vindo, os poetas agradecem.

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Condorismo

Ah, quem me dera
voar como a nuvem no ar,
ar de primavera!

Delores Pires

Um comentário:

Amália Catarina Wichert Grande disse...

Fiquei feliz ao encontrar os
poemas (haicais) do poeta Delores Pires aqui neste blog que tanto
admiro.
Tenho a honra de ter alguns de
seus livros e de conhecer um pouco
a sua obra. É um poeta de minha
cidade, com o qual me identifico.