A alma é um cenário.
Por vezes, ela é como uma manhã brilhante e fresca,
inundada de alegria.
Por vezes ela é como um pôr do sol...
triste e nostálgico.

-Rubem Alves-

Seja bem-vindo. Hoje é
Deixe seu comentário, será muito bem-vindo, os poetas agradecem.

sexta-feira, 9 de abril de 2010

4


No resto do mundo
um murmúrio geral vai crescendo no escuro.
E a noite parece um ladrão a esgueirar-se
sobre os nossos muros.
Limpamos, então, lentos e calados,
nossos retratos no tempo pendurados.
E pensamos no dia em que chegar
o adeus.
Oh, o adeus, essa palavra sagrada
que guardará no infinito
a inutilidade de nosso pobre grito.


Artur Eduardo Benevides
In: Elegia Setenta e Outros Poemas

Um comentário:

MARIA L. BÓZOLI disse...

" DEIXE QUE DEUS FALE AO SEU CORAÇÃO,
PARA QUE VOCÊ SAIBA O QUE REALMENTE
DEVE FAZER EM SUA VIDA!"

( Pe. FÁBIO DE MELO)


Feliz FDS.......Beijos meus!!