A alma é um cenário.
Por vezes, ela é como uma manhã brilhante e fresca,
inundada de alegria.
Por vezes ela é como um pôr do sol...
triste e nostálgico.

-Rubem Alves-

Seja bem-vindo. Hoje é
Deixe seu comentário, será muito bem-vindo, os poetas agradecem.

sábado, 6 de novembro de 2010

À JANELA DA VIDA


Olho,
à janela,
o tempo,
que passa
e não espera
ninguém.
Tempo ingrato,
tempo que marca
a vida,
tempo perdido
no tempo,
tempo alegre,
tempo bom.
O tempo
é como o rio:
transporta
a vida
na barquinha
das recordações . . .

Delores Pires
In: A Estrela e a Busca