A alma é um cenário.
Por vezes, ela é como uma manhã brilhante e fresca,
inundada de alegria.
Por vezes ela é como um pôr do sol...
triste e nostálgico.

-Rubem Alves-

Seja bem-vindo. Hoje é
Deixe seu comentário, será muito bem-vindo, os poetas agradecem.

sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

“AO QUE FINDA E AO QUE INICIA”




Um brinde
à santa paciência dos homens de boa vontade, à inclusão do amor, ao coração breve, à equanimidade, à noite escura que aguarda a madrugada, ao Espírito que nos aquece, à boa palavra, ao alívio da dor, aos amigos, aos que nos cercam – e um perdão aos que nos ferem , aos que nos esquecem...

Bebamos à saúde
de Bagdá, Telavive, Palestina e Nova Iorque, das Áfricas de sul a norte, da Europa, Ásia e Islândia, dos Lamas, do cordeiro de Deus, do papa, das madrassas, dos avatares, dos babalorixás, da boa política de todos os credos, das Américas de toda sorte, do continente australiano, das ilhas, dos oceanos, dos pingüins da Antártida, dos ursos do Pólo Norte...

Uma saudação
aos judeus, cristãos e mulçumanos, aos mouros, hindus e budistas, e aos ecologistas militantes, aos celtas, índios , beduínos, esquimós, pigmeus, ( aos eventuais alieníginas), aos peregrinos, aos românticos, aos ateus, aos poetas errantes, aos bem resolvidos e aos que sofrem – os do mundo excluídos, os encarcerados, os terminais e delirantes - ao velho e à criança, aos grandes e pequeninos...

Loas
aos pássaros de toda plumagem e canto, aos insetos, répteis e sapos, à dança da chuva, à alquimia do sol, às folhagens, ao pólen, aos cristais de quartzo, aos riachos, à lua, aos céus, ao solo, aos planetas, aos meteoritos e pirilampos, aos buracos negros e às intransponíveis galáxias – e à arte maior que a tudo abraça e que de tudo se encanta...

Uma libação
aos vivos e aos mortos, ao ano que principia e ao que se desmancha, ao dia-após-dia, à Terra, à nossa espoliada casa , à nossa jornada, ao protocolo de Kioto, à física quântica, a Você, a Mim, à nossa imensa família, aos vários sexos e raças, às nossas diferenças e igualdade, à utopia, a um novo milênio , à esperança de um novo mundo com mais LUZ e TOLERÂNCIA, a um DEUS, enfim, maior à nossa própria imagem, às cores, ao arco da nova aliança.



(F. Campanella, 31 de Dezembro de 2006)

Encontrei este fantástico poeta nas páginas de uma amiga, e "tomei emprestado" para este blog.Deliciem-se com sua maravilhosa lirica.
MM

3 comentários:

Antonio Carlos disse...

Impossível não tecer comentários acerca da bem elaborada e formidável prosa poética escrita por Fernando Campanella, postada por essa Nobre estudiosa da poesia e obras literárias, conforme pude acompanhar. O blog em questão já tão abrilhantado com pérolas da poesia, com certeza assistiu o cintilar de mais uma dessas pérolas. Acompanhando como acompanho o belo estilo literário de Fernando Campanella, ouso mencionar que ver um de seus textos mais bem escritos e lindos aqui postados, é um prazer inquestionável; mais ainda quando este ato, parte de operadores da poesia, pessoas que estão no trato das letras e apreciam obras literárias do mais alto padrão. Finalmente, de se dizer que felicidade extrema é ver que o trabalho literário de alto quilate como o de Fernando Campanella, tem sido descoberto e divulgado por entendedores da arte de escrever, como a Professora Maria Madalena, a web designer Leila Laderzi e outros grandes poetas e escritores que realmente tem o tino da boa poesia e da boa arte de lidar com as letras. Comentários dos melhores possíveis, a Professora Maria Madalena, por tão magna página, de quilate altíssimo, a de valorizar tão bela obra de Fernando Campanella. A Fernando Campanella, cumprimentos já que conhecedor de tão belas obras, ouso dizer que se trata de um dos melhores poetas que já conheci, empreendor e apto ao exercício da mais bela arte de colocar nas linhas poéticas seus sentimentos.
Comentários inevitáveis, cumprimentos as todos!

Antonio Carlos disse...

Impossível não tecer comentários acerca da bem elaborada e formidável prosa poética escrita por Fernando Campanella, postada por essa Nobre estudiosa da poesia e obras literárias, conforme pude acompanhar. O blog em questão já tão abrilhantado com pérolas da poesia, com certeza assistiu o cintilar de mais uma dessas pérolas. Acompanhando como acompanho o belo estilo literário de Fernando Campanella, ouso mencionar que ver um de seus textos mais bem escritos e lindos aqui postados, é um prazer inquestionável; mais ainda quando este ato, parte de operadores da poesia, pessoas que estão no trato das letras e apreciam obras literárias do mais alto padrão. Finalmente, de se dizer que felicidade extrema é ver que o trabalho literário de alto quilate como o de Fernando Campanella, tem sido descoberto e divulgado por entendedores da arte de escrever, como a Professora Maria Madalena, a web designer Leila Laderzi e outros grandes poetas e escritores que realmente tem o tino da boa poesia e da boa arte de lidar com as letras. Comentários dos melhores possíveis, a Professora Maria Madalena, por tão magna página, de quilate altíssimo, a de valorizar tão bela obra de Fernando Campanella. A Fernando Campanella, cumprimentos já que conhecedor de tão belas obras, ouso dizer que se trata de um dos melhores poetas que já conheci, empreendor e apto ao exercício da mais bela arte de colocar nas linhas poéticas seus sentimentos.
Comentários inevitáveis, cumprimentos as todos!

Maria Madalena disse...

Obrigada Antonio Carlos, você é gentil e generoso, com suas palavras e considerações. Fico muito agradecida,com sua participação no blog, e por favor, venha sempre.
Thanks, por mim e pelo maravilhoso poeta.